Caiu de novo! Sem objetividade, Comercial perde do Palmeiras no reencontro com a sua torcida

Os ataques à meta de Fernando Prass foram em vão, a defesa voltou a falhar e a derrota entrou para a rotina do Comercial no início do Paulistão de 2014. Na noite desta quinta-feira (23), no reencontro da torcida com o time no estádio Palma Travassos, o Leão do Norte foi tranquilamente batido pelo Palmeiras por 2 a 0. O time da Capital sequer precisou apresentar um futebol consistente para vencer mais uma no campeonato.
 
Com os gols sofridos por Juninho e Wesley, o Leão do Norte divide a lanterna do Grupo A com o Penapolense, sem ter conquistado pontos. O líder São Paulo tem três. O Verdão, por sua vez, tem os mesmos seis pontos e 100% de aproveitamento do Bragantino, mas perde no saldo de gols (4 a 3) e está em segundo.
 
As duas derrotas obrigam o Comercial a vencer fora de casa, justamente onde tem retrospecto negativo - a última vitória foi em 2010. Neste domingo (26) visita o Bragantino e, na quarta-feira (29), o adversário será o Oeste. Os dois jogos serão às 19h30.
 
Diante do Verdão, que não enfrentava o Comercial no Palma Travassos, em partida oficial, desde 1986 (empate por 0 a 0), o Bafo levou o primeiro gol logo aos 13 minutos. Após cobrança de lateral, Juninho aproveitou bola espirrada e chutou rasteiro. Júlio Sérgio não conseguiu espalmar: 1 a 0. Ainda na etapa inicial, aos 37, Wesley pegou de primeira, mandou um forte chute da entrada da área e fez um belo gol.
 
 
Ficha Técnica
COMERCIAL 0 X 2 PALMEIRAS
Estádio: Palma Travassos, em Ribeirão Preto
Público: 8.815 pagantes / Renda: R$ 420.415,00
Árbitro: Wélton Orlando Wohnrath
Auxiliares: Marco Antônio Gonzaga da Silva e Renata Ruel Xavier de Brito
Adicionais: Renato de Carlos e Guilherme Ceretta de Lima
Cartões Amarelos: Marcus Winícius (COM)
Gols: Juninho 13'1º (0x1) e Wesley 37'1º (0x2)
 
COMERCIAL
Júlio Sérgio; Grafite (Leandrinho), Reniê, Edimar e Willian Simões; Xaves, Marcus Winícius e Cacá (Leandro Oliveira); Cassiano Bodini, Marcelo Toscano e Macena (Rodrigo Jesus)
Técnico: Toninho Cecílio
 
PALMEIRAS
Fernando Prass; Marcelo Oliveira, Lúcio e Henrique; Wendel, Renato (França), Serginho, Wesley (Felipe Menezes) e Juninho (William Matheus); Mazinho e Alan Kardec
Técnico: Gilson Kleina
 
Rafael Gonçalves


*Exercite a ética jornalística. Cite a fonte.

Palavras-chave:

|

Voltar

Escreva seu comentário

Data

De Gustavo Porfírio Xavier

Assunto Futebol

Responder

Meu caro competente jornalista Rafael Gonçalves, na minha opinião o Palmeiras teve domínio territorial no Primeiro Tempo de jogo, destaques para (Juninho, Wesley, Mazinho e Serginho principalmente), apesar de duas chances do atacante Macena. No Segundo Tempo o Palmeiras ficou na dele.( E olhe que estava desfalcado dos `Hermanos´(Mendieta , Victorino, Eguren, Valdívia e Leandro, também de Bruno César que está chegando ao Verdão. Todos de SP concordaram com isto(imprensa). Comercial muito fraco além das expectativas. Alguns daqui acham que o time foi bem, apesar de eu discordar. Abraço Rafael Gonçalves, parabéns pelo Guia do jornal A Cidade