Guerreiro! Willian entra no segundo tempo, faz um gol, participa de outro e garante vitória no Santão

A contratação solicitada pela torcida do Botafogo garantiu ao clube a segunda vitória consecutiva no Paulistão de 2014. Sem jogar durante seis meses, Willian precisou ser avaliado e perder peso para assinar contrato com o Pantera. Mas, na noite deste sábado (25), provou que ainda tem muito a produzir com a camisa na qual já conquistou acesso (para a elite, em 2008) e título (Troféu do Interior, em 2010). Foi diante do Paulista, de Jundiaí, que o Guerreiro da Fiel entrou campo, aos 20 minutos do segundo tempo, para marcar um gol e participar de outro na vitória por 4 a 2, no estádio Santa Cruz.

O triunfo elevou o Botafogo ais seis pontos, na liderança provisória do Grupo B - será confirmada caso o Corinthians perca do São Bernardo. Na próxima quarta-feira (29), o Bota visitará a Portuguesa, às 19h30, no Canindé, com a missão cumprida por ter vencido os dois jogos em casa.

No duelo diante do Paulista, o Botafogo foi amplamente superior durante todo o primeiro tempo e poderia ter ido para o vestiário com o jogo já definido em apenas 45 minutos. Logo aos oito, o meia Camilo foi até a linha de fundo, pelo lado esquerdo de ataque, e cruzou na medida para o centroavante Marcelo Macedo, que mandou para as redes e desencantou com a camisa tricolor.
 
O segundo gol não demorou a sair: oito minutos depois. Aos 19, depois de uma boa tabela, o meia Wellington Bruno acertou um chute de primeira e marcou um golaço ao estufar as redes do goleiro Juliano. Quando exigido, o arqueiro tricolor Gilvan também apareceu para salvar o Pantera, como no chute de Éwerton Pereira, aos 31 minutos.
 
Entretanto, a alegria do primeiro tempo virou aflição no segundo. O Bota, que dominava, caiu de produção e o Paulista, sem muito brilhantismo, aproveitou para descontar aos 10 minutos. Após bola levantada na área, pela direita, o ex-comercialino David subiu mais que a defensiva tricolor e testou para o gol: 2 a 1.
 
Aos 25, novamente David apareceu no jogo para marcar mais um. O árbitro Guilherme Ceretta de Lima assinalou pênalti de Henrique Mattos. David marcou e colocou o Galo da Japi no jogo. Mas Willian tinha acabado de entrar no lugar de Marcelo Macedo. E foi o Guerreiro da Fiel que salvou a pátria. Ele marcou o terceiro do Bota aos 40 minutos, de cabeça, após cobrança de escanteio. No minuto seguinte, arrancou pelo meio, tocou para Daniel que cruzou para Camilo fechar o placar. Willian saiu ovacionado de campo pela torcida.
 
Ficha Técnica
BOTAFOGO 4 X 2 PAULISTA
Estádio: Santa Cruz, em Ribeirão Preto
Público: 3.485 pagantes / Renda: R$ 70.306,00
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima
Auxiliares: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa e Gustavo Rodrigues de Oliveira
Adicionais: Márcio Henrique de Gois e Norberto Luciano Santos da Silveira
Cartões Amarelos: Daniel, Gilmak, Marcelo Macedo, Augusto Ramos e Henrique Mattos (BOT); Diego Macedo e Fabrício (PAU)
Gols: Marcelo Macedo 8'1º (1x0), Wellington Bruno 19'1º (2x0), David 10'2º (2x1), David (P) 25'2º (2x2), Willian 40'2º (3x2) e Camilo 41'2º (4x2)
 
BOTAFOGO
Gilvan; Daniel, César Gaúcho, Henrique Mattos e Augusto Ramos (Afonso); Gilmak, Hudson, Camilo e Wellington Bruno; Marcelo Macedo (Willian) e Mike (Giovanni)
Técnico: Wagner Lopes
 
PAULISTA
Juliano; Raul, Diego Macedo, Gian e Jeff Silva; Mineiro, Lusmar (Esquerdinha), Éwerton Pereira (Fabrício) e Dinélson; Patrick (Jô) e David
Técnico: Giba

Rafael Gonçalves


*Exercite a ética jornalística. Cite a fonte.

Palavras-chave:

| |

Voltar

Escreva seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.