Deu empate! Botafogo fecha temporada como vice-campeão paulista sub-20; confira a ficha

Foto: Rogério Moroti/Agência Botafogo
A missão botafoguense não era das mais fáceis. Para se tornar pentacampeão paulista sub-20 no tempo normal, o Tricolor precisava golear o Mogi Mirim por três gols de diferença - vitória por dois gols levaria a decisão para os pênaltis. Entretanto, depois de um primeiro tempo cheio de vacilos, o Botafogo conseguiu a recuperação na etapa final, mas apenas empatou por 3 a 3 no jogo da volta da decisão. Em Mogi Mirim, o campeão Sapão havia vencido por 4 a 2.
 
Segundo colocado entre 45 equipes que disputaram o Campeonato Paulista, o Botafogo registrou 54% de aproveitamento durante os sete meses de 
disputas. Foram 15 vitórias, sete empates e seis derrotas, uma delas por W.O. - falta de ambulância no estádio. O Mogi Mirim conquistou o segundo título sub-20 em menos de dez anos. Já havia lavantado a taça em 2006.
Foto: Rogério Moroti/Agência Botafogo
No primeiro tempo, o Botafogo foi ao ataque e acertou duas bolas na trave em chutes seguidos do meia Vitor. Mas foi o Mogi Mirim que abriu o placar. Aos 37 minutos, o volante Dunguinha acertou uma cobrança de falta rasteira.

As duas equipes ficaram com um jogador ao menos quando o botafoguense Caíque trocou tapas com Alemão, do Mogi. Ambos receberam o cartão vermelho. Aos 44, o visitante ampliou em chute de Marlon, da entrada da área.
 
O Botafogo voltou mais produtivo no segundo tempo. Descontou a um minuto com o zagueiro Mantheus Mancini, desviando bola aérea com o pé esquerdo, e empatou com André Baratella, de pênalti, aos 11. O Mogi voltou a ficar a frente do placar aos 22 minutos, quando Vitor Xavier aproveitou rebote e apenas empurrou para o gol vazio. Já entregue, o Pantera ainda conseguiu empatar 46, no último lance, novamente com o zagueiro Matheus Mancini. Ao apito final, a festa foi da equipe liderada pelo atacante Rivaldo Júnior, que não atuou por cumprir suspensão pelo terceiro cartão amarelo.
 

Ficha Técnica
BOTAFOGO 3 X 3 MOGI MIRIM
Estádio: Santa Cruz, em Ribeirão Preto-SP
Árbitro: Luiz Vanderlei Martinucho
Auxiliares: Fabricio Porfirio de Moura e Vitor Carmona Metestaine
Cartões Amarelos: Vitor, Carlos Henrique, Isaac e Cadu Barone (BOT); Michel, Maicon e Luan (MM)
Cartões Vermelhos: Caíque (BOT); Alemão (MM)
Gols: Dunguinha 37'1º (0x1), Marlon 44'1º (0x2), Matheus Mancini 1'2º (1x2), André Baratella (P) 11'2º (2x2), Vitor Xavier 22'2º (2x3) e Matheus Mancini 46'2º (3x3)
 
BOTAFOGO
Amaral; Lineker (Cadu Barone), Carlos Henrique, Matheus Mancini e Henrique; Alemão (Raul), André Baratella, Fábio Pimenta (Michel) e Vitor; Caíque e Isaac
Técnico: Macalé
 
MOGI MIRIM
André; Michel, Vinícius, Alemão e Luan (Malcon); Maicon, Dunguinha, Juninho Bahia e Vitor Xavier; Anderson Piva (João Lucas) e Marlon (Jô)
Técnico: João Burse
 
Rafael Gonçalves


*Exercite a ética jornalística. Cite a fonte.

Palavras-chave:

| Need 25k 100k equity partner for my Fuel reclamation fuelcleaning.globecore.com.

Voltar

Escreva seu comentário

Nenhum comentário foi encontrado.